PAULISTÃO

Enfim, os grandes nas semifinais do Paulistão, o que não acontecia há nove anos. É sem dúvida um atrativo a mais para o campeonato que deve ser repensado por estar cada vez mais inchado e com um nível técnico abaixo do esperado.

 

Dois motivos para os grandes estarem nas finais: prepararam-se melhor do que os outros, e não tiveram adversários a altura, com raras exceções: Santo André , Portuguesa, Mirassol, Barueri e Ponte Preta. De resto, o interior nunca esteve tão fraco.

 

O rebaixamento de equipes tradicionais como Guarani, Marília, e Noroeste é  para fazer com que o sistema seja repensado. Quanto ao Guaratinguetá, clube empresa, só a constatação de que foi mal administrado.

 

Ou se faz alguma coisa para se salvar o futebol do Interior de São Paulo, ou se admite a falência do futebol paulista rumo à extinção inevitável do campeonato estadual nesses moldes.

 

Quanto às semifinais: tudo absolutamente equilibrado. Começa outro campeonato.

 

O Santos entra motivado. O São Paulo é um time cascudo e bom de decisão. O Palmeiras já viveu momentos melhores, mas tem muita qualidade, e o Corinthians chega muito forte.

 

 Odeio ficar em cima do muro, até porque não sou Tucano, mas, não dá para arriscar favorito nessa semifinal. Tudo pode acontecer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: